Castelo News - Informação a um Clique!

Santa Cruz de Monte Castelo e região 01:52
02/10/2016 às 12:00:00

Creatinina: exame de sangue avalia função dos rins

Redação

O que é?

O exame de creatinina é usado para avaliar a função dos rins. A creatinina é um resíduo produzido pela quebra de uma proteína chamada creatina fosfato.

A creatina fosfato é uma proteína que atua no funcionamento dos músculos, sendo obtida por meio dos alimentos ricos em proteína. Os músculos estão em constante atividade, e portanto consumindo creatina fosfato. Quando quebrada para ajudar no funcionamento muscular, a creatina fosfato produz um resíduo chamado creatinina, que é filtrado nos rins e excretado na urina. Aproximadamente 2% da creatina presente no corpo é convertida em creatinina todos os dias.

Quando os rins não estão funcionando bem a filtragem da creatinina é comprometida. Isso quer dizer que boa parte da creatinina produzida não será excretada na urina, permanecendo no sangue.

Dessa forma, o exame de creatinina avalia as quantidades da substância no sangue a fim de investigar possíveis doenças renais. Em alguns casos, também pode ser feito uma contagem de creatinina da urina.

Sinônimos

Contagem de creatinina, dosagem de creatinina, depuração de creatinina

Indicações

A dosagem da creatinina ajuda a detectar a insuficiência renal em fases precoces. Por isso, o teste é indicado para pessoas que:


  • Têm histórico familiar ou pessoal que doença renal crônica
  • Têm doenças que aumentam o risco de problema renal, como diabetes, hipertensão, obesidade, rins policísticos, glomerulonefrite, infecções urinárias de repetição e cálculos renais de repetição
  • Fazem uso de medicamentos que alteram a função renal
  • Têm idade maior que 50 anos
  • São fumantes.

Outros sintomas e condições que podem justificar a triagem com exame de creatinina são:

Grávida pode fazer?

Mulheres durante a gravidez estão autorizadas a fazer o exame conforme orientação médica, não havendo contraindicação expressa. Inclusive, a dosagem de creatinina pode indicar se a gestante está com pré-eclâmpsia.

Contraindicações

Por ser um exame de sangue comum, não há contraindicações expressas para a dosagem de creatinina.

Preparo para o exame

  • É necessário um jejum mínimo de três horas para a coleta de sangue
  • Não deve ser usado laxante na véspera do exame
  • Para mulheres, o ideal é não estar menstruada.

É importante dizer ao médico ou médica quais medicamentos você ingere com regularidade. Pode ser que você precise interromper o uso de alguma medicação dias antes do teste.

Como é feito

Em um hospital ou laboratório, o exame de creatinina é realizado por um profissional de saúde da seguinte forma:

  • Com o paciente sentado, é amarrado um elástico em volta do seu braço para interromper o fluxo de sangue. Isso faz com que as veias fiquem mais largas, ajudando o profissional a acertar uma delas
  • O profissional faz a limpeza com álcool da área do braço a ser penetrada pela agulha
  • A agulha é inserida na veia. Esse procedimento pode ser feito mais de uma vez, até que o profissional de saúde acerte a veia e consiga retirar o sangue
  • O sangue coletado na seringa e colocado em um tubo
  • O elástico é removido e uma gaze é colocada no local em que o profissional de saúde inseriu a agulha, para impedir qualquer sangramento. Ele ou ela pode fazer pressão sobre a bandagem para estancar o sangue
  • Uma bandagem é colocada no local.

Tempo de duração do exame

Um exame de creatinina leva poucos minutos para ser realizado, podendo demorar mais nos casos em que o profissional de saúde tem dificuldade para acertar a veia coletar o sangue.

Recomendações pós-exame

Não há nenhuma recomendação especial após o exame. O paciente pode fazer suas atividades normalmente. Caso a amostra de sangue seja utilizada para outros testes que exigiam jejum, o paciente poderá se alimentar após a coleta.

Periodicidade do exame

Não há uma periodicidade para se realizar um exame de creatinina. Tudo dependerá das orientações do médico e da presença ou ausência de doenças que devem ser acompanhadas pelo exame, como insuficiência renal crônica.

Riscos

Os riscos envolvidos na realização do exame de creatinina são extremamente raros. No máximo, pode haver um hematoma no local em que o sangue foi retirado. Em alguns casos, a veia pode ficar inchada após a amostra de sangue ser recolhida (flebite), mas isso pode ser revertido fazendo uma compressa várias vezes ao dia.

Pessoas que utilizam medicamentos anticoagulantes ou tem problemas de coagulação podem sofrer com um sangramento contínuo após a coleta. Nesses casos, é importante informar o profissional de saúde do problema antes da coleta.

Resultados

Os resultados do exame de creatinina são obtidos poucos dias após a coleta da amostra. Os valores listados aqui são apenas um guia, e não necessariamente o indicativo de que há problemas. Estes intervalos podem variar de laboratório para laboratório. Além disso, o médico irá avaliar os resultados com base em sua saúde e outros fatores. Isto significa que um valor dentro ou fora do normal pode ter outro significado.

Resultados normais

O intervalo considerado normal para a dosagem de creatinina é entre 0,6 a 1,3 mg/dl (miligramas por decilitro de sangue). Também pode ser feita uma classificação por sexo, sendo o intervalo de 0,7 a 1,3 mg/dL considerado para homens e 0,6 a 1,1 mg/dL para mulheres.

Os valores podem ser diferentes conforme o sexo pois normalmente os homens possuem mais massa muscular do que mulheres, e por isso produzem mais creatinina.

Resultados anormais

Níveis de creatinina acima do normal podem indicar:

  • Trato urinário bloqueado
  • Infecção nos rins
  • Insuficiência renal
  • Desidratação
  • Alterações musculares, como rabdomiólise
  • Problemas durante a gravidez, como pré-eclâmpsia.

Níveis abaixo do normal podem indicar:

  • Condições que envolvem os nervos que controlam os músculos, como miastenia grave
  • Alterações nos músculos, como distrofia muscular

O que pode afetar o resultado do teste?

Como a creatinina é um subproduto da creatina, pessoas que necessitam de mais creatina podem ter naturalmente mais creatinina no sangue. Um exemplo são atletas e pessoas com grandes concentrações de massa muscular, que podem apresentar taxas maiores de creatinina no sangue e permanecerem saudáveis.

Por outro lado, idosos tendem a apresentar menores taxas de massa muscular naturalmente. Dessa forma, a dosagem de creatinina também pode estar naturalmente abaixo do normal nessa faixa etária.

É importante então analisar os resultados não só com base nos valores de referência, mas levando em consideração fatores como sexo, idade e concentração de massa muscular.

Referências

Nairo Sumita, assessor médico na área de bioquímica clínica do Fleury Medicina e Saúde

Clínica Mayo - organização sem fins lucrativos dos Estados Unidos que reúne conteúdos sobre doenças, sintomas, exames médicos, medicamentos, entre outros.

National Kidney Foundation - organização sem fins lucrativos dos Estados Unidos, cuja missão é prevenir e tratar doenças renais, promovendo saúde e qualidade de vida para pacientes e familiares afetados por essa condição.

minha vida

Envie seu Comentário
Antes de escrever seu comentário, Atenção! Nós não publicamos comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Nome
E-mail
Comentário
Publicidade

Confira as fotos!

Miss Loanda 2018

Miss Loanda 2018

Publicidade

Vídeos

Fique por dentro dos melhores vídeos.

Publicidade

Classificados

Publicidade