Castelo News - Informação a um Clique!

Santa Cruz de Monte Castelo e região 16:14
21/01/2016 às 13:38:00

Ivinhema: Para evitar mosquito, multas serão aplicadas para quem não limpar seus terrenos

Assessoria
Agentes de controle de endemias fazem mutirão em Ivinhema para exterminar mosquito.
(Foto: Paulo César)

A prefeitura de Ivinhema, por meio da secretaria de Saúde, iniciou uma verdadeira guerra contra o mosquito Aedes Aegypit, que pode transmitir a dengue, e também causar outras doenças, como a chikungunya e o zika.


O Brasil está vivendo uma epidemia e a única solução para evitar danos à população é exterminar o mosquito. Para que isso aconteça é necessário o engajamento intensivo da população.


A secretária de Saúde, Ana Claudia, participou de uma reunião, juntamente com o prefeito de Ivinhema, Eder Uilson (Tuta) em Campo Grande, onde estavam presentes diversos gestores, o governador Reinaldo Azambuja e o secretário estadual de Saúde Nelson Tavares, que explicou que as ações devem começar imediatamente.


Segundo a secretária, será travada uma verdadeira guerra contra o mosquito, de casa em casa, em todos os bairros e também na zona rural do município.


“O projeto que permite a entrada compulsória dos agentes de saúde em imóveis fechados para o trabalho de combate aos focos de mosquito como o Aedes aegypti foi aprovado, além da multa para os reincidentes e infratores. É uma situação muito grave, e todos nós temos que participar exterminando os focos do mosquito em nossas casas e terrenos”, disse a secretaria.


Uma das novidades no combate foi à criação de uma central informatizada em Campo Grande, para acompanhar em tempo real as ações dos agentes comunitários e de controle de endemias em todos os municípios. O Governo do Estado já licitou a compra dos tablets que serão entregues aos agentes, e está fazendo os primeiros testes com as informações coletadas, e o resultado está sendo relevante para definir as estratégias.


O prefeito Eder Uilson (Tuta) explicou que a sociedade tem que participar dessa batalha, pois a situação é grave, e não podemos aceitar a possibilidade de ter uma epidemia em nosso Estado.


“A sociedade tem que participar de um jeito muito diferente, estamos vivendo uma guerra contra o mosquito, temos convivido com a dengue e aceitado, mas hoje é diferente, não podemos conviver com as doenças transmitidas pelo Zica que causam transtornos enormes, como a microcefalia nos recém nascidos ou mesmo Síndrome de Guillain-Barré nos adultos, as atitudes serão mais drásticas para eliminar o mosquito, e a multa para quem não colaborar será aplicada quantas vezes forem necessárias, não vamos deixar esse mosquito nos vencer, e precisamos da compreensão de toda a comunidade e da colaboração de todos, pois a situação é muito grave”, completou o prefeito Tuta.


O mutirão em Ivinhema iniciou na semana passada, onde toda a equipe foi mobilizada para detalhadamente, verificar os imóveis e terrenos baldios, “provavelmente o Estado vai decretar estado de emergência, além de firmar parceria com imobiliárias para entrar nas casas que estão fechadas e podem ter o foco, perder a luta para o mosquito é inaceitável, e em Ivinhema vamos fazer nossa parte”, finalizou a secretária.


Tags: Postado por Fabiana Zanin, ,
Assessoria

Envie seu Comentário
Antes de escrever seu comentário, Atenção! Nós não publicamos comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Nome
E-mail
Comentário
Publicidade

Entra em vigor pena maior para motorista

 bêbado que mata em acidente

bêbado que mata em acidente

Publicidade

Vídeos

Fique por dentro dos melhores vídeos.

Publicidade

Classificados

Publicidade