Petrobras esclarece formação de preços da gasolina, diesel e gás (GLP)

Design-sem-nome-7-6-990x557

O Imposto sobre Comercialização de Mercadorias e Serviços (ICMS) é o principal responsável pelo alto preço da gasolina, diesel e do gás natural ao consumidor, no final da cadeia de distribuição. As informações publicadas pela Petrobras dissecam o quê incide sobre o preço final dos combustíveis, após extração do petróleo, refino, distribuição e comercialização na ponta.

Segundo dados publicados pela estatal sobre a formação de preço da gasolina, por exemplo, o produto sai das refinarias ao custo de R$2,00/litro (33% do preço). Os impostos federais (CIDE e PIS/PASEP e COFINS) são calculados sobre esse valor (11,3%). Após isso, são acrescidos custos de distribuição/revenda (10,7%) e o valor do etanol (16,9%) que precisa ser adicionado por força de lei.

Ao contrário dos impostos federais, que são cobrados sobre o valor do combustível ao sair da Petrobras, ou seja, antes da etapa de distribuição/revenda, o ICMS incide sobre o preço final da gasolina. No preço total mostrado na bomba, é equivalente a 27,7%, segundo a estatal.

tabela média de preço gasolina nos estados.png
Período de coleta: 19 de setembro de 2021 a 25 de setembro de 2021. (Fonte: Petrobras)

Com relação ao diesel, o processo é exatamente o mesmo, com a diferença do custo de adição do biodiesel, que também ocorre por força legal. Assim, na formação do preço final pago no posto há, além dos impostos e do custo da Petrobras, incluídos também o valor de aquisição do biodiesel adicionado e a comercialização das distribuidoras e  dos revendedores.

O ICMS compõe 16% do valor na bomba, o biodiesel 13,9%, impostos federais ficam com 6,9%, distribuição e revenda 11% e a maior parcela fica com a produção, neste caso 52,2%.

tabela média de valor diesel nos estados.png
Período de coleta 12 de setembro de 2021 a 18 de setembro de 2021. (Fonte: Petrobras)

Quanto ao gás de cozinha (GLP), a estatal esclarece que no preço do botijão pago pelos consumidores nos pontos de revenda também estão incluídos os custos e as margens de comercialização das distribuidoras e dos pontos de revenda.

Do valor total cobrado nos pontos de revenda, 47,7% se devem à extração e envase do produto. Distribuição e revenda perfazem 37,7% do preço final e o ICMS incide em 14% do valor praticado após todo o processo. Os impostos federais sobre o gás de cozinha estão zerados.

Tabela média preço do GLP nos estados.png

Matéria de Italo Toni BianchiTerça Livre

Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras Notícias...