ONU

URGENTE: ONU diz que seca pode ser ‘a próxima pandemia’

Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

A Organização das Nações Unidas (ONU), em uma entrevista coletiva virtual nessa quinta-feira (17), anunciou que a escassez de água e a seca podem ser “a próxima pandemia”. De acordo com o órgão, as mudanças climáticas são o motivo da suposta nova pandemia.

“A seca está prestes a se tornar a próxima pandemia, e não existe vacina para curá-la”, disse Mami Mizutori, representante especial da ONU para redução de risco de desastres. Mizutori alegou ainda que o número de vítimas deve “crescer dramaticamente”, a menos que o mundo aja.

Segundo a projeção de emissões citada pela Organização, cerca de 130 podem enfrentar um risco maior de seca neste século e outros 23 países sofrerão escassez de água devido ao crescimento populacional.

“Ela pode afetar indiretamente países que não estão passando por uma seca através da insegurança alimentar e do aumento dos preços de alimentos”, alegou o órgão.

Em abril deste ano, o Terça Livre divulgou a denúncia do Project Veritas sobre a estratégia editorial da CNN. Em um vídeo, Charlie Chester, diretor da emissora, afirmou que a Velha Imprensa possuía uma agenda pré-determinada ao noticiar a Covid-19 e as mudanças climáticas.

“Esteja preparado, está chegando. A mudança climática vai ser a próxima coisa para a CNN. […] A mudança climática pode levar anos, então a CNN provavelmente será capaz de extrair um pouco disso”, afirmou Chester, ao declarar que o medo vende.

“Acho que há um cansaço da Covid. Então, como sempre, uma nova história surge, e eles [CNN] vão se agarrar a ela. Eles já anunciaram em nosso escritório que assim que o público estiver aberto a isso, vamos começar a nos concentrar principalmente no clima”, disse Chester à jornalista do Veritas. “Vai ser o nosso foco”, concluiu o diretor da CNN.

Ao analisar o fato, o jornalista Allan dos Santos, durante o Boletim da Noite de quinta-feira (17), destacou o posicionamento autoritário da ONU ao “profetizar” que haverá uma seca no mundo.

“Quando nós falamos dos problemas da pandemia, não é se a pandemia existe ou não, se o vírus existe ou não. Nós estamos falando da manipulação da ONU, eles estão profetizando que ‘terá seca no mundo inteiro’”, destacou o jornalista.

“Ou seja, provavelmente pode acontecer algum problema meteorológico que acontece de tempos em tempos, e que já está previsto, e acontecerá dessa maneira, só que é facilmente contornável. Não sou meteorologista, não sou médico, não sou alguém que conhece os ciclos que a Terra enfrenta. O que quero pontuar aqui é o seguinte: existe uma manipulação da informação que cria um caos que pode ser facilmente administrado. Com esse caos, os beneficiados por ele vão querer mantê-lo”, concluiu Allan dos Santos.

Matéria de Brehnno GalganeTerça Livre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras Notícias...